UE-PAANE

Programa de Apoio aos Actores Não Estatais
Nô Pintcha Pa Dizinvolvimentu

Media

 As temáticas essenciais da actualidade socioeconómica e política do país são difundidas pelos media e a qualidade de informação cresce, eis o resultado esperado desta componente do Programa de Apoio aos Actores Não Estatais (UE-PAANE).


Para tal, o UE-PAANE efectuou um estudo de base sobre os media visando: Caracterizar os órgãos de comunicação social (OCS) através da descrição do seu percurso e trajectória no contexto histórico nacional; Diagnosticar as carências, constrangimentos e necessidades dos OCS aos níveis operacionais, técnico e humano; Sugerir um conjunto de recomendações para ultrapassar os constrangimentos e obstáculos identificados e contribuir para a definição de uma Estratégia de Comunicação Social ao serviço do desenvolvimento. 

No âmbito do estudo de base dos media, foi feito um mapeamento dos diferentes tipos de órgãos de comunicação social:

 

ÓRGÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL – GUINÉ-BISSAU

Rádios

Ÿ  Rádios de vocação nacional

Ÿ  Rádios Comunitárias

Televisões

Ÿ  Televisão Nacional

Ÿ  Televisões Comunitárias

Imprensa Escrita

Ÿ  Jornais

Ÿ  Agência de Noticias da Guiné-Bissau

Organismos Profissionais e de Apoio

Ÿ  Casa de Imprensa;

Ÿ  Sindicato de Jornalistas e Técnicos da Comunicação Social (SINJOTECS);

Ÿ  Rede Nacional das Rádios Comunitárias na Guiné-Bissau (RENARC);

Ÿ  Ordem de Jornalistas da Guiné-Bissau (OJGB);

Ÿ  Conselho Nacional de Comunicação Social (CNCS).

Apesar de algumas especificidades nas necessidades registadas relacionadas com o tipo de media, foram identificadas carências comuns aos diferentes órgãos de comunicação social e organismos de apoio, nomeadamente:
•    Parcos meios e falta de equipamentos e instrumentos de trabalho;
•    Necessidades de reforço de capacidade, nos seguintes domínios:

 

 

Rádios

TV

Imprensa Escrita

Organismos Profissionais e de Apoio

Jornalismo: técnicas, géneros, ética, pluralismo, deontologia

X

X

X

X

Apresentação e moderação de entrevistas e debates

X

X

 

 

Montagem e paginação: técnicas de construção do jornal, arranjo gráfico, montagem e paginação

 

 

X

 

Línguas: português, inglês e francês

X

X

X

X

Administração: gestão, contabilidade, arquivo e documentação, marketing

X

X

X

X

Informática: tratamento de texto, acesso e utilização dos principais programas (Word/ Excel/Access/ PowerPoint) e acesso à net

X

X

X

X

Jornalismo de Rádio: técnicas, géneros, locução e apresentação, condução e moderação de debates

X

 

 

 

Jornalismo Televisivo: Técnicas de escrita, produção e realização de materiais jornalísticos 

 

X

 

 

Comunicação para o Desenvolvimento e Política Editorial (dirigida a directores, editores e chefes de redacção)

X

X

X

 

Oficinas de Capacitação - Conhecimento: ferramenta dos Jornalistas para a democracia (Oficinas Temáticas)

X

X

X

X

       

Neste âmbito, procurando elevar o nível nacional nas diversas necessidades diagnosticadas, foi desenhado um programa de capacitação junto dos diferentes media. Para o efeito, foram estabelecidos contactos com o Centro Protocolar de Formação Profissional para Jornalistas (CENJOR), em Portugal, procurando estabelecer uma parceria para desenho e implementação do Programa de Formação. 

O processo de desenho e estruturação do Programa de Formação encontra-se em curso. Todavia, ficou definido que este Programa de Formação ministrado pelo CENJOR, não contemplará as rádios comunitárias. Para elas, será desenhado um programa de formação adaptado as suas necessidades, através do apoio de um consultor de preferência brasileiro, tendo em conta a experiência do Brasil nesta área. Esta consultoria passa pela formação de formadores locais em Rádios Comunitárias.

A situação política e social do país ditou a programação e realização, em carácter de urgência, da Formação para Jornalistas sobre o Processo Eleitoral, que contou com a participação de 62 jornalistas de diferentes órgãos de comunicação oriundos de todas as regiões da Guiné-Bissau, que puderam contar com o apoio de uma especialista na formação de jornalistas em processos eleitorais. 

Com base na análise das principais conclusões decorrentes da intervenção no quadro da componente media, será elaborada uma proposta de constituição de um fundo para atribuição de Contratos de Prestação de Serviços para financiar acções dos órgãos de comunicação social privados, comunitários e locais. 

Será constituído um Comité de Avaliação para proceder à avaliação da conformidade administrativa, técnica e financeira das candidaturas recebidas. Estando os projectos seleccionados, dar-se-á início ao processo de adjudicação dos contratos. Os projectos seleccionados serão objecto de acompanhamento por parte do UE-PAANE.